A dúvida

A dúvida tem o poder de dilacerar uma pessoa, retirar-lhe a concentração, retirar-lhe forças. A dúvida suga-nos ou deixamo-nos sugar por ela.

Por vezes a dúvida não existe, nós arranjamos maneira dela existir ao questionar situações que não necessitam ser questionadas. Arranjamos dúvidas porque não queremos assumir uma decisão que sabemos que ninguém está à espera. As dúvidas aparecem quando temos medo de dar um passo errado.
Depois temos duas opções:
Continuar a nossa vida dentro dos parâmetros ditos normais ou então dar esse passo e viver uma aventura, por mais pequena que seja.
Há quem chame à dúvida racionalidade, mas chega a um ponto que essa racionalidade se torna insuportável e tortura-nos, deixamo-nos torturar por ela.
Sou uma dessas pessoas. Em algumas situações imagino mil e um cenários antes de tomar uma decisão, antes de avançar, se é que avanço. Isso está a dar cabo de mim.
Como alguém disse, está na hora de desligar o complicador.
música: Choose love - Rita Redshoes
publicado por Alexandra às 20:27
link do post | comentar | favorito