Blackout

Simplesmente cheia de sentir revolta. Cheia de que os outros levem com o meu mau humor e cheia de antes ter tido de levar com o mau humor dos outros.

Cheia de tentar compreender o incompreensível, cheia deste mundo, cheia de fazer coisas por obrigação.
Cheia de viver uma vida que não deveria ser a minha, cheia de magoar os outros com as minhas palavras e acções.
Por estar farta disto entro em blackout. Direi o essencial, para tentar fazer controlo de danos.
Um desafio difícil, mas não é impossível.
música: Apenas o silêncio
tags:
publicado por Alexandra às 22:36
link do post | comentar | favorito