"My life is music"

 

“Arte que consiste em combinar sons de forma harmoniosa” é assim que alguns dicionários definem música. Para mim música é muito mais que isto.
A música para além de ser uma combinação de sons é também a expressão de sentimentos, culturas, ideais e opiniões.
Na perspectiva de quem ouve música, ela é poderosa. É capaz de induzir sentimentos, desde a tristeza até à euforia. É capaz de evocar memórias e de nos pôr a mexer. Proporciona e acompanha momentos de convívio e diversão. Muitas vezes, momentos importantes estão associados a certas músicas. Por vezes uma simples música é capaz de nos reconfortar e acalmar. Sim, a música tem poder.
Mas quem faz música? Como será? Não posso adivinhar, mas ao observar um ou outro concerto apercebi-me da paixão com os músicos tocavam, a expressão de felicidade (atrevo-me a dizer) nos rostos que estavam em palco. O empenho em fazer algo que realmente gostavam, em tornar realidade os sonhos.
O facto de se fazer música permite viver sonhos, expressar opiniões, emoções e muito mais. Em três ou quatro minutos pode-se pôr uma vida, em três ou quatro minutos pode-se tornar realidade o impossível, viver momentos que não são possíveis no mundo “normal”.
Para alguns (muitos) a música é um escape, uma forma de fazer um intervalo e deixar este mundo louco, cheio de imposições e estereótipos e então entrar num mundo seu, muito seu.
Eu também gostava de fazer música mas não consigo devido a uma eterna falta de jeito e coordenação. Mesmo assim fico feliz, fico feliz por ainda haver quem faça música porque gosta, porque quer…
música: Estrela de cinco pontas - Dazkarieh
tags:
publicado por Alexandra às 10:55
link do post | comentar | favorito