Segunda-feira, 23 de Fevereiro De 2009

"Já não tens idade para sonhar com coisas impossiveis!"

Disseram-me que já não tenho idade para sonhar com coisas impossíveis. Nesse momento fiquei abismada. Não tenho idade para sonhar? Coisas impossíveis?

Sinceramente acho que não há idade para deixar de sonhar porque, se trabalharmos para isso, os sonhos podem tornar-se realidade. Eu já vi isso acontecer.
Coisas impossíveis? Não há. Temos de trabalhar por torna-las possíveis. Às vezes é trabalhoso, parece uma missão colossal.
O que se passa é que às vezes temos medo de tornar os nossos sonhos realidade, temos preguiça. É mais fácil ficar a lamentar-nos do que trabalhar para ter-se aquilo que se deseja. Por vezes trabalha-se anos por pequenos minutos de realização, mas esses minutos irão perdurar durante muito tempo na nossa memória. O relembrar desses minutos trarão um misto de felicidade e saudade, mas pensamos: “Valeu a pena ”.
Digam o que disserem continuarei a sonhar e a tentar tornar os meus sonhos realidade. As memórias dos sonhos já concretizados mostram-me que vale a pena
música: Unwanted dreams - Ice land moss
publicado por Alexandra às 17:53
link do post | comentar | favorito
Sábado, 21 de Fevereiro De 2009

Is this normal?

Faço coisas estúpidas, digo coisas estúpidas, já não me reconheço. Num momento digo um grande disparate, no seguinte não sou capaz de dizer um simples “Bom dia” a colegas. Reajo de determinada forma e depois reparo como fui inoportuna, insensível e constrangedora. Começo a ter vergonha de mim própria, das minhas atitudes, daquilo em que me tornei.

 

Preciso de uma pausa, parar, pensar e recomeçar.
Pensar em quem sou, o que quero da vida, o que a vida quer de mim. Pensar nas minhas atitudes, no rumo a seguir. Pensar naqueles de quem gosto e naqueles que gostam de mim (que se devem contar pelos dedos).
Preciso de aprender a viver em sociedade. Aprender a ter sentido de oportunidade e sensibilidade. Aprender a usar a minha bondade, que sei que existe cá dentro. Aprender a ser humilde e a reconhecer os meus erros. Aprender a conviver.
Preciso de deixar de me esconder e deixar de atribuir a culpa aos outros.
Tenho um longo caminho pela frente.
Quero melhorar, quero parar de afugentar as pessoas, quero parar de fugir das pessoas…
música: Famous last words - My chemical romance
publicado por Alexandra às 19:19
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 17 de Fevereiro De 2009

Por vezes choro por dentro

Mas quem nunca chorou por dentro? São as lágrimas que mais doem, porque ficam acumuladas no nosso interior e depois parece que vamos explodir de tanta tristeza e mágoa.

São aquelas lágrimas que não queremos partilhar com ninguém por variadíssimas razões, para nos proteger ou para proteger os outros.
Choro por dentro… mas a culpa é exclusivamente minha. Choro porque teimo em sonhar com histórias impossíveis, que logo de inicio sei que na prática nunca vão acontecer. Mas continuo a sonhar com elas, sabe tão bem.
Se fosse verdade! Era tão bom. Sonho, com um simples reencontro. Pode ser que venha a acontecer, mas nunca será aquele reencontro. Nunca será como o último.
Provavelmente ficarei desiludida e voltarei a chorar silenciosamente, solitariamente, tristemente...
música: A Wish - Dr1ve feat Lúcia Moniz
tags: ,
publicado por Alexandra às 19:52
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 09 de Fevereiro De 2009

"Tudo vale a pena se a alma não é pequena..."

Há momentos em que nos sentimos sós, como se todo o mundo nos tivesse abandonado.

 

Nesse momento sentia-me assim, sentia-me tão só que parecia que tinha um vazio no sitio do coração. Perguntava-me porque razão estava ali, a meio da madrugada, a meio de uma tempestade. Sentia solidão e frio, estava a ficar encharcada e continuava a perguntar-me porque estava ali.

Até ao momento em que chegaste e abraçaste-me... Com esse gesto transformas-te o frio e solidão numa sensação de aconchego e conforto.

E descobri porque estava ali: estava ali por ti, para te conhecer de novo, ver-te por um novo prisma.

Só por isso valeu a pena

 

música: apenas o som da chuva
tags: ,
publicado por Alexandra às 21:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 05 de Fevereiro De 2009

"Quem és tu?"

Não sou ninguém. Sou apenas um espirito que vagueia no espaço e no tempo. Um espirito que por vezes quer sentir o mesmo que os humanos, ousa mesmo a senti-lo. Mas como não passo de um espirito e ouso tal enorme coisa tenho meu castigo, a minha  punição. "Qual é essa punição?", deves tu perguntar. A minha punição é continuar a vaguear sozinha, sem ninguém a meu lado. E assim continuarei para sempre, a não ser que...

"A não ser que quê?" A não ser que alguém quebre esta espécie de feitiço. Mas para isso é preciso que alguém se aproxime deste espirito que sou, é preciso que essa pessoa quebre todas as barreiras que foram postas num coração de algo insignificante como um espirito. É preciso, acima de tudo, carinho, amizade e mesmo amor por algo que parece não existir. Quando isso acontecer este espirito que sou torna-se em ser humano. Talvez capaz de retribuir tudo aquilo que o salvou da solidão...

publicado por Alexandra às 17:13
link do post | comentar | favorito
Domingo, 01 de Fevereiro De 2009

...

Por vezes, quando pensamos ver uma luz ao fundo do tunel chegámos à conclusão que afinal era um comboio. Um comboio de emoções, que nos atropela e depois nos deixa prostrados. Depois da sua passagem, depois ... A escuridão volta, mais negra que nunca.

Não servimos sequer de apeadeiro, a luz aproxima-se, acreditamos e no momento seguinte estamos na escuridão com marcas daquela tão fugaz passagem...

publicado por Alexandra às 19:18
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
22
24
25
26
27
28

últ. comentários

  • ADORO-TE!! De toda a gente não podia ter arranjado...
  • PS- aproveita ao máximo esta semana de, como eu co...
  • (PARA PUBLICAR SE ASSIM DECIDIRES) Carta a uma af...
  • Ter noção dos erros já é um grande passo, admiti-l...
  • Todos os comentários são bem-vindos ;) ás vezes é ...
  • Olá, espero que o meu coment seja bem-vindo.. Bem....
  • Quando parece que não temos razões para existir, p...
  • quando eu arranjar a coragem necessária...mas não ...
  • trenga :D Eu, tu e ela.. 3 trengas..formando aquel...
  • temos poetisa...maninha poetisa :Dmt bem.. :)tá mt...

mais comentados

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro