...

 

É incrível como as vezes nos deixamos levar pela maré. Vemos que estamos a ser arrastados para um ciclo vicioso, destrutivo. “Mas a preguiça teima a ser maior”e não se faz nada para contrariar.
Passei uma fase assim recentemente. Sabia que me estava a destruir psicologicamente, mas não fazia nada em sentido contrário. Nada fazia sentido. Só queria desaparecer ou ir para bem longe. Sentia que estava amarrada. Um sentimento de revolta apoderou-se de mim.
Isto prolongou-se por algum tempo, até me fazerem falar.
Naquele dia lágrimas e as palavras misturaram-se. Junto com elas, a revolta, a raiva e tudo mais desapareceram.
A calma regressou, o sorriso também.

 

 

 

música: Anjo em descensão - Virgem Suta
publicado por Alexandra às 10:52
link do post | comentar | favorito